28.51°C Brasília

28 de fevereiro de 2024

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

O trabalho como princípio educativo na Pedagogia da Alternância

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Letrados Por Sueli Valiato – professora de Língua Portuguesa e Literatura. Caríssimo(a) leitor(a), no último artigo que publiquei, formulei vários questionamentos

Nasce “Retratos com o tempo”, de Joana Herkenhoff

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Cultura / Literatura Nasceu mais um livro: “Retratos com o tempo”, filho literário da escritora e Dra. Joana Herkenhoff, mineira

Carnaval 2024: Em Bicanga, liderança comunitária vem de comissão de frente

(Imagem: @desabafaserra)

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39


Cultura

A comissão de frente é o primeiro grupo da escola de samba que se apresenta no desfile de Carnaval. Em Bicanga, Serra, a liderança comunitária de Mário Celson do Santos Costa, 47, ganhou destaque entre os foliões e moradores do bairro.

Em janeiro deste ano, Mário foi eleito a líder comunitário. Para o próximo dia cinco de março, o microempresário assumirá a ‘comissão de frente política’ de Bicanga, com mandato até 2026. O carnaval para a Chapa 1, vencedora na eleição comunitária, teve um gosto a mais de folia no bar do Toninho e depois na orla da praia de Bicanga.

À direita na foto, Mário Celson, líder comunitário de Bicanga, juntamente com sua esposa Tatiana Brandão e neto. / Foto: @desabafaserra.

Pela primeira vez eleito a líder comunitário, com 428 votos, Mário foi criticado pela oposição durante a campanha: “Não vai ganhar 10 votos”. O atual presidente de Bicanga destacou o trabalho que realizou em sua campanha. “Minha proposta foi a segurança, em primeiro lugar. Eu tenho um projeto… Já tem 9 meses que a gente tem a PM, aqui, a dupla de bicicleta com parceria com o capitão Marcelo Zimer. A gente tem 4 policiais de turno, dois dias cada um, 24 horas dentro do bairro. Essa polícia foi implantada na minha gestão como vice-líder comunitário, corri atrás de projeto com o capitão”, disse o líder comunitário.

Diante dos festejos da nova liderança e em ritmo de carnaval, o microempresário também destacou o que vem de futuro para Bicanga. “A intenção é melhorar cada dia mais. Eu acho que a gente tem que pensar sempre no futuro. Pelas nossas crianças… Melhorar a segurança. Junto com a Prefeitura, a gente tá correndo atrás de uma praça na Avenida Beira Mar, uma praça esportiva… Eu creio que agora, início de março, o prefeito vem dá a ordem de serviço, isso será um bem estar pra nossa comunidade. O processo dessa ordem de serviço está em trâmite entre comunidade e Prefeitura”, confirmou Mário.

O presidente do bairro agradeceu, em especial, ao líder comunitário de Nova Almeida. Segundo ele, foi “o cara que me ajudou na campanha foi Roberto Catirica”.  Mário também agradeceu a comunidade, amigos e a liderança da equipe.

Publicidade

Samba, carnaval e eleitores

No bar do Toninho, o grupo de samba “Família Tom Maior” abriu alas no carnaval de Bicanga, na parte da tarde. José Santos Costa, conhecido como Zezinho, 76, aposentando, um dos fundadores do grupo, destacou o seu apresso pelo líder. “Eu vejo o Mário como uma pessoa que se identifica com a comunidade. Uma pessoa muito comunicativa. Eu votei nele porque ele é uma pessoa que tem responsabilidade”, disse.

No bloco dos eleitores, é preciso ouvir os residentes de Bicanga que estão há mais tempo no bairro. É o caso de Juçara Bermond, 67, que há 35 anos reside na comunidade. Ela responde porque depositou seu votou no microempresário. “Mário era a chapa indicada pra fazer a nossa Bicanga prosperar. Chega de Bicanga andando pra trás. Todo mundo vê no Mário uma pessoa que vai botar Biganga pra andar. Ele é muito batalhador. Ele trabalha demais! Corre mesmo. Luta!”, exclamou.

Entre os eleitores, tiveram aqueles que contribuíram com trabalho de gestão para a Chapa 1 sair vencedora, é o caso de Rodrigo Andrade, que integrou a equipe do presidente. “Foi muito esforço batalhar em prol da comunidade. O Mário é um cara que sempre lutou pela comunidade. É uma satisfação enorme contar com ele na presidência da nossa comunidade. O carnaval desse ano tem um sabor especial com a vitória da Chapa 1”, disse Rodrigo, que há dez anos reside em Bicanga.

Bar Mauro Pé de Galinha, em Valparaíso, Serra. / Petiscos, comida de boteco, cerveja gelada e karaokê famoso.

Samba

Política e carnaval desfilaram na mesma passarela, na tarde de ontem, no bar do Toninho. De portas abertas para receber o Grupo Família Tom Maior, o que não faltou foram cantos, gritos de alegria e elogios. Antônio Luiz, 59, comerciante há 12 anos no bairro, comentou essa relação família, samba, bar e carnaval. “O nome já diz: Família Tom Maior. O meu comércio é só frequentado por famílias. Então, uniu o útil ao agradável. Nosso bairro é bem tranquilo com relação a isso”, comentou.

E pra falar do líder comunitário nesse bloco da vitória, deixou uma palavra positiva. “Independentemente do Mário, hoje, ser o nosso presidente, ele já era uma pessoa muito ativa no bairro. Ajuda as pessoas, é parceiro, tá sempre disposto a colaborar com as pessoas do bairro. Nada mais justo do que, hoje, ele tá comemorando uma vitória merecida”, disse sorrindo.

Fazendo parte do grupo de samba Família Tom Maior, o Pablo Bicalho, 43, funcionário público, comenta a satisfação de ser um dos fundadores do grupo. “Quando a gente começou esse projeto, tava meio em baixa o samba, a gente não via mais aquele samba de calçada. A gente começou a tocar no bar, de uma maneira sem compromisso. A comunidade foi gostando, e aí pra surpresa nossa, foi pedindo mais. O samba é identidade do brasileiro, onde ele se afirma. E fazer samba com a família é muito bom. Fazer samba com as pessoas que gostam de samba e ser um porta voz pra essa galera, que gosta de samba, é muito gratificante”, destacou.

Foliões

Depois que o bloco político desfilou, entraram na passarela os foliões. Na orla de Bicanga, o ritmo de carnaval foi embalado pela cantora Luciana Fischer e Banda, que resgatou os clássicos do Axé, incluindo músicas da nova geração. Logo depois, o grupo de pagode À La Carte deu sequência na folia.

Luciana Fischer e Banda. A cantora capixaba está há mais de 20 anos no mercado da música. / Foto: @desabafaserra.

Entre os foliões, não podia faltar os turistas. Bicanga recebeu mineiros, baianos e cariocas. Nessa pegada de curtição, Eva, cabelereira, se alegrou com o ritmo envolvente de Luciana Fischer e Banda. “Sou de Governador Valadares. O carnaval, aqui, bom demais! Esse Axé da década de 90 lembra a minha adolescência”, comentou.

Outro mineiro que curtia, ali, em meio ao pula-pula, foi o Adílson Paulo, que é operador de máquinas. “Sou de Mateus Leme, região metropolitana de Belo Horizonte. O carnaval de Bicanga é tudo de bom! Já é a quarta vez que eu venho aqui. Eu amo muito o carnaval daqui”, elogiou.

“Já fiz muitos carnavais. Já toquei em várias bandas, aqui, no estado. A banda Pizindim, também toquei na banda Aero Som e bandas baile que participei”, disse Saulinho Barbosa, guitarrista. / Foto: @desabafaserra.

Também teve turista do estado do Rio de Janeiro. Tom Damaceno, 32, já é figurinha carimbada no carnaval de Bicanga. O folião gosta de prestigiar a paisagem capixaba. “Eu acho mega huts, mega zem, muito sossegado. É muito tranquilo sempre tá aqui, é um lugar que me traz uma paz. É uma mistura de pacato com huts, sabe? Já deve ser a sétima vez que venho pra cá. Já tô familiarizado”, disse com alegria.

Entre os turistas, também teve os capixabas que curtem o carnaval de Bicanga. Jeferson, 42, economista, morador de Serra, deixou seu depoimento. “Curto o carnaval daqui por causa dos parentes. É muito bom por causa da praia, é um local muito bacana de se curtir o carnaval”, comentou.

Outro folião que gosta do litoral serrano, é o comerciante Daniel Macedo, 58. “O carnaval de Serra é especial, é coisa maravilhosa, é tudo que eu quero. Amo o carnaval de Serra. Gosto muito de Axé”, disse pulando e alegre.

“O povo no meio da música me conhece como ‘Homem Fera’. O carnaval, pra mim, é uma satisfação, porque há 38 anos toco na noite e já toquei em vários carnavais, mas em Bicanga, em particular, é a primeira vez”, disse o baterista Gilson Guimarães. / Foto: @desabafaserra. Clique, aqui, e assista apresentação da banda.

E fechando o “desfile comunitário”, o presidente do bairro deixou se agradecimento da noite.

“Agradecer ao secretário de Cultura e Turismo, Pedro Henrique, nosso amigo. Esse carnaval maravilhoso em Bicanga… Nosso palco aí… E amanhã nós estaremos aí cem por cento, novamente”, encerrou.


Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram

Tags

Talvez queira ler esses Artigos

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

O trabalho como princípio educativo na Pedagogia da Alternância

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Letrados Por Sueli Valiato – professora de Língua Portuguesa e Literatura. Caríssimo(a) leitor(a), no último artigo que publiquei, formulei vários questionamentos

Nasce “Retratos com o tempo”, de Joana Herkenhoff

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Cultura / Literatura Nasceu mais um livro: “Retratos com o tempo”, filho literário da escritora e Dra. Joana Herkenhoff, mineira

Shopping Basket