28.51°C Brasília

25 de fevereiro de 2024

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

Nasce “Retratos com o tempo”, de Joana Herkenhoff

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Cultura / Literatura Nasceu mais um livro: “Retratos com o tempo”, filho literário da escritora e Dra. Joana Herkenhoff, mineira

Instituto Saber é inaugurado em São Pedro

Inauguração Instituto Saber no igreja Unção de Deus. / Foto: Divulgação.

O evento aconteceu, ontem (23), e contou com a presença de autoridades políticas, assessores parlamentares, lideranças comunitárias, lideranças de projetos sociais e líderes religiosos. O IS já está funcionando e oferta quatro cursos gratuitos.

 

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39.


“Depois de 9 meses de luta, o filho nasceu. O Instituto Saber, junto com minha diretoria, tem o propósito de trazer inclusão. É tempo de inclusão. Não é tempo de excluir ninguém. Estamos com as portas abertas para atender todo o tipo de pessoa. Agradeço toda a diretoria por ter comprado essa causa comigo”, declarou o pastor William Vieira, que também é presidente do Instituto Saber.

William Vieira é bacharel em Teologia e possui formação em Análise de Perfil Comportamental. / Foto: Jornal Merkato.

Transformar destinos por meio do conhecimento e capacitação, é pauta fundamental do presidente do instituto. Com a inauguração oficial, na noite de ontem (23), nas dependências da Igreja Unção de Deus, em São Pedro, Vitória, o caminho de pessoas necessitadas de educação, agora terão seus destinos traçados pelo Instituto Saber.

O trabalho socioeducativo proposto pelo Instituto Saber, promove a inclusão socioeconômica por meio da economia criativa, na região da Grande São Pedro, e conta com quatro (04) cursos gratuitos: Língua Brasileira de Sinais (Libras); Musicalização, na modalidade bateria; Informática e Artesanato. Além de oferecer uma equipe para atendimento com profissionais da área da psicologia, psicopedagogia e neuropsicopedagogia.

Instituto Saber apresenta corpo diretivo em noite de inauguração. Ao todo, são 15 pessoas envolvidas nos trabalhos do projeto social. / Foto. Divulgação.

A proposta do IS é atender, aproximadamente, 45 a 50 beneficiários. O instituto tem funcionamento de segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 18h, na Rua João Pontes, sem nº. O prédio, em que funciona o instituto, não tem vínculo com a igreja.

“Preparamos um espaço adequado de muita qualidade pra todos os moradores dessa comunidade. No primeiro piso, nós temos uma sala, no qual atenderemos crianças e adolescentes na situação de Pessoas Com Deficiência (PCDs). No segundo piso, temos uma sala climatizada para utilização de palestras, outra sala de informática com 10 computadores. Além disso, temos um estúdio de música para a realização das aulas de bateria, teclado e musicalidade”, relatou o presidente do instituto, William Vieira.

Dodo Barbearia MD. (Comerciante na comunidade de São Pedro). Instagram.

Discurso das autoridades

O evento contou com a presença de vereadores da Câmara Municipal de Vitória, do subsecretário de Estado da Casa Civil, Marcos Delmaestro, da assessoria especial do governador Renato Casagrande, Pablo Alves e outros assessores parlamentares. Na lista dos convidados envolvidos na causa da economia criativa, compareceu o presidente da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), Alberto Farias Gavini.

Também participaram da solenidade lideranças comunitárias da Grande São Pedro, líderes de projetos sociais, lideranças evangélicas e comerciantes da região.

Iniciando os discursos das autoridades e envolvidos na construção do projeto do instituto, Samuel Messias, o consultor do IS, destacou o valor da economia criativa. “É importante termos várias autoridades aqui hoje apoiando. Projetos são feitos a quatro mãos. E nós precisamos do engajamento de todos para que, de fato, a história da Grande São Pedro possa ser transformada mais uma vez. Nós precisamos de políticas púbicas, aqui, que façam intervenção socioeconômica na vida dessas pessoas. O Instituto Saber tem essa pegada do empreendedorismo circular, atrelado a economia criativa para que a vida de toda a comunidade possa ser transformada”, disse o consultor, que também é Me. em educação, especialista em projetos especiais, avaliador de projetos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (FAPEAM).

Samuel J. Messias é especialista em projetos especiais, professor e colunista do Jornal Merkato. / Foto: Divulgação.

Logo em seguida, o pastor William Vieira e presidente do IS, voltou a discursar. “A minha origem é da zona portuária do Rio de Janeiro. Hoje eu entendo onde Deus me colocou e de onde eu saí. Esse projeto vai fazer diferença no destino de muitas pessoas. Queremos trazer pertencimento para as pessoas desse bairro. Olhar pra essas pessoas, hoje, é o meu maior desafio. Tudo o que eu não tive a oportunidade de ter no meu passado, eu quero proporcionar para essa comunidade”, pontuou o presidente, que há vinte anos se dedica as atividades sociais e pastorais na comunidade de São Pedro.

Outra autoridade que realizou pronunciamento, foi o vereador do município de Vitória, Aloisio Varejão, que também desenvolve projeto social há 23 anos na comunidade de São Pedro, por meio do Instituto Casa Verde.

“Falar de trabalho social muito me emociona. São Pedro nasceu em 1977. Em janeiro de 79, aqui chegava Aloisio Varejão pra tentar uma vida melhor. E aqui nós convivemos com todo o tipo de miséria. Vida sub-humana: lixão, cachorro, urubu, criança, gente, porco, tudo misturado. O social é muito gratificante. É melhor você ter pra dar do que precisar. O Instituto Saber é mais um que vem somar com diversos outros trabalhos sociais ofertados aqui em nossa comunidade. O IS vai abrilhantar ainda mais a oferta, atendendo a necessidade de nossa comunidade e a do entorno”, disse o vereador, que também é morador da comunidade de São Pedro.

A noite foi marcada de discursos fortes e profundos. Outra autoridade governamental que arrancou aplausos do público presente foi o subsecretário de Estado da Casa Civil, Marcos Delmaestro.

“Eu sou oriundo de projeto social. A obra de amor precisa ser institucionalizada, é o que tá acontecendo. O desenvolvimento só acontece se tiver envolvimento. Desenvolvimento, sem envolvimento, não acontece nada. São Pedro ficou marginalizado por causa da falta de envolvimento daqueles que tinham a caneta nas mãos. Todo o fomento de transformação vem da base e a base tá aqui hoje. Vamos desenvolver e caminhar juntos”, disse Delmaestro.

Delmaestro, sub-secretário da Casa Civil do governo estadual, falou sobre a obra feita com amor e seu papel institucional. / Foto: Divulgação.

Diante dos discursos de autoridades políticas, uma fala de cunho profissional ao empreendedorismo, foi a do presidente da Aderes, Gavini. Na oportunidade, o gestor se propôs em ser parceiro do instituto. “Eu quero parabenizar ao pastor e toda a diretoria e dizer que a Aderes é um parceiro seu. O governo do estado do Espírito Santo tem uma visão voltada para a qualificação, que é fundamental para conseguir emprego e empreender. A Aderes trabalha nessa linha do empreendedorismo, preparando as pessoas rumo a ocupação, mas que essa ocupação possa gerar negócio no mercado, aumentado a capacidade de trabalho e renda nas comunidades”, concluiu o discurso, o representante da Aderes.

“Somos parceiros de diversos projetos no Espírito Santo. Nossa linha de atuação são os pequenos negócios. Trabalhamos com formação, microcrédito, feiras comerciais, agronegócios, consultoria, MEI, agricultura familiar, entre outros, permitindo oportunidade aos pequenos empreendedores. / Foto: Divulgação.

Por fim, o presidente do Instituto Saber, novamente, se direcionou ao púlpito e fez o seu discurso de encerramento.

“Às vezes nem as pessoas acreditam nelas. Elas precisam entender que elas conseguem também. O povo não sofre por causa de um ou de outro. O povo sofre por falta de conhecimento, por isso o nome Instituto Saber… Pra trazer esse conhecimento às pessoas. Costumo dizer uma coisa muito consciente: o extremismo não beneficia nada à nossa sociedade… Que a gente possa ter sempre um diálogo. Eu tenho certeza, juntos, vamos fazer um São Pedro melhor”, concluiu William Vieira, o presidente do Instituto Saber.

Dodô Barbearia. (Comerciante na comunidade de São Pedro). Instagram.


Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39.

 

 

 

 

 

 

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram

Tags

Talvez queira ler esses Artigos

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

Nasce “Retratos com o tempo”, de Joana Herkenhoff

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Cultura / Literatura Nasceu mais um livro: “Retratos com o tempo”, filho literário da escritora e Dra. Joana Herkenhoff, mineira

Shopping Basket