PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

Você sabe o que significa Matsuri?

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Mundo Geek Por Everton Souza / Empreendedor, webdesigner e apaixonado por cultura Geek. Os matsuris são festivais tradicionais que acontecem em

A quem serve a educação brasileira?

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Letrados Por Sueli Valiato/ professora de Língua Portuguesa e Literatura. Caríssimo (a) leitor (a), nos últimos tempos,  tenho pensado muito e

Simone, CEO da Silver Solutions

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39.


Entrevista / Empresarial

Bacharel em Turismo, Técnico em Segurança do Trabalho e Especialista em Segurança Contra Incêndio, a CEO da Silver Solutions, Simone Dettmann, 46, natural do Rio de Janeiro, há nove anos gerencia, administra, organiza, incentiva e cria a cultura da empresa, que é renomada no segmento de controle de acesso, segurança eletrônica e segurança contra incêndio.

A gestão que Simone realiza é reconhecida no ambiente de trabalho pelos seus funcionários e pelo presidente da empresa. Sua capacidade de gerir pessoas, segundo ela, veio com o tempo. Em dias atuais, Simone gerencia uma equipe técnica formada por 10 homens e mais uma funcionária, que realizada atividade administrativa.

Ao lado do presidente e criador da empresa, Francisco Azevedo, Simone atualiza a visão, missão e valores da Silver Solutions. Uma mulher direta ao assunto, sábia, organizada, metódica, e com uma precisão ética de trabalho, a qual merece elogios, diante de tanta imoralidade no mercado de hoje.

Os resultados da Silver Solutions testificam o bom desempenho da CEO. Em 2022, a empresa foi classificada no anuário do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), aparecendo entre as 200 maiores e melhores empresas no Espírito Santo, se consolidando no empresariado capixaba.

Sendo referência no segmento de segurança contra incêndio e pânico e segurança eletrônica, no município de Serra e estendendo a fama para a Grande Vitória, a CEO preza pela segurança de seus funcionários, tem paixão em cumprir a legislação que rege o sistema de trabalho de segurança e, visa, sempre, oportunizar treinamentos, estudos/capacitação à equipe, a qual já foi enviada para tal ofício ao estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Conheça, agora, uma mulher simples e gentil, que transmite calma e confiança para os funcionários e clientes, e, que, sabe muito bem otimizar o tempo no trabalho para a sua empresa solucionar os problemas e ganhar destaque no mercado em que atua. No meio de tanta pressão no ambiente empresarial, exerce o cargo com equilíbrio, por isso os eficazes resultados aparecem. Confira a entrevista, leitor!

1 – Simone, apresente a Silver Solutions para o público.

A Silver Solutions foi criada em 2001, pelo Francisco Azevedo, que é o presidente da empresa e meu sócio.  O objetivo primeiro foi atuar no segmento de informática.  À época, ainda não fazia parte da empresa. Estou, aqui, há nove anos. Hoje, sou a CEO da empresa.

Em 2005, ela foi paralisada, retornando suas atividades em 2014, quando ingressei e fechei parceria em sociedade com o Francisco. Fizemos outro CNPJ e outro segmento.

Nos dias de hoje, atuamos no segmento de segurança contra incêndio e pânico e segurança eletrônica, com maior potencial em atividades de prestação de serviços. Também vendemos produtos, mas não é o foco principal. A nossa venda é direcionada para nosso cliente, não temos clientes avulsos. Atuamos no município de Serra, com maior cartela de clientes, e também na Grande Vitória, onde temos interesse de expandir nosso mercado, além de voltarmos a ser uma empresa interestadual.

A formação da empresa se dá com 13 pessoas: o presidente; eu, como CEO; uma equipe com 10 funcionários, sendo cinco com formação técnica e uma funcionária no escritório.

2 – Quais são os tipos de clientes atendidos pela Silver Solutions?

Condomínios, empresas, indústrias e hotéis. Atuamos em residências multfamiliar – condomínio de casas e apartamentos. Em residências de pequeno porte, chamadas de unifamiliar, não atendemos.

3 – Em relação aos serviços que a Silver Solutions realiza, quais se destacam no mercado de trabalho?

O Controle de Acesso, Sistema de Telecomunicações e Segurança Eletrônica. A gente já dominava esses serviços antes de termos muita demanda, porque sempre foi a política da empresa qualificar e capacitar nossos funcionários.

Relacionando cada item, o Controle de Acesso é aquele que soluciona, que permite o fluxo de acessos para veículos e pedestres: tag, digital e aproximação. E, quando falamos de Sistema de Telecomunicações, o foco da Silver Solutions é o VoIP (transmissão de voz usando a internet/ou outra rede de computadores), utilizados em condomínios.

Hoje, temos como foco: atender os condomínios com VoIP, acabando com os interfones de par metálico. Hoje temos uma demanda de clientes, mas ainda caímos naquele problema de todo o condomínio, o custo. A Silver Solutions oferece qualidade.

E, sobre a Segurança Eletrônica, usamos o sistema CFTV – Serviços de instalação e manutenção em sistema de câmeras de segurança.

04 – Entre os serviços prestados pela empresa, o Sistema de Controle de Acesso ganha um certo destaque, por quê? 

Em relação ao controle de acesso nós nos destacamos por sermos a única empresa no estado do ES a possuirmos um software próprio de controle de acesso. Único e exclusivamente de controle de acesso e, não de gestão condominial.

Então, a diferença de um software de controle de acesso é que ele apenas controla os acessos, ele não permite que seja feita reserva, que tenha trocas de informação entre os administradores e os moradores, como por exemplo: a chegada de correspondência. O nosso software trata, única e exclusivamente, o acesso de pessoas e veículos, dentro de um ambiente residencial, comercial ou industrial.

05 – Simone, o assunto acima nos remete à inovação. O que seria inovação no empreendedorismo de segurança eletrônica ou, sendo mais preciso, o que é inovação no ramo de atuação da Silver Solutions?

Em primeiro lugar, trata-se de um mercado bem competitivo e fechado (no sentido de ilegalidades). As tecnologias existentes, hoje, são acessíveis a toda e qualquer empresa que tenha o interesse de investir em tecnologia. A Silver Solutions não é diferente das outras empresas, ela não é melhor e nem pior, mas sempre busca se qualificar e estar um passo à frente das demais em tecnologia.

Nós estamos sempre inovando, o exemplo é o softwer, que foi por nós desenvolvido. Somos a única empresa no ES a produzir esse avanço tecnológico. A arquitetura do softwer foi desenvolvida dentro da empresa, com soluções voltadas para os clientes, mas com a audição de cada cliente: ouvimos um síndico, ouvimos um agente de portaria, ouvimos um morador, ouvimos um ronda, e, com base nessa coleta de dados, nós montamos a estrutura. Temos um desenvolvedor, que não fica em nossa sede, mas é um desenvolvedor exclusivo para a Silver Solutions.

06 – Seguindo os preceitos da empresa, sua descrição para efetivar o trabalho, fala-se muito da visão, missão e valores, a tríade que norteia a empresa no mercado de trabalho, mas qual seria a paixão e o propósito da Silver Solutions, dois itens que têm sido inseridos em palestras de empreendedores de âmbito internacional?

O maior propósito da Silver Solutions é resolver os problemas dos clientes, ou seja, evoluir, trazer tecnologias e soluções diferenciadas para os clientes, aquelas que estão sempre à frente no mercado.

E quando se fala de paixão, a empresa é apaixonada em fazer o certo, fazer o correto, fazer o legal, aquele que é de acordo com a legislação. A paixão da Silver Solutions é seguir preceitos legais; é o que me referi na resposta da pergunta anterior quando falei de mercado fechado – o mercado que a Silver Solutions atua, por vezes, é imoral e ilegal; não corroboramos com clientes que nos pedem o famoso ‘jeitinho’.

Publicidade

07 – Gostaria de pontuar um assunto interno da empresa, o modus operandi. Para gerir a equipe é necessário exercer uma gestão eficiente. Qual o seu conceito de gestão, já que exerce há nove anos a diretoria executiva da empresa?

O que a gente trabalha, aqui, é o bem-estar do funcionário, isso pra mim é uma gestão eficiente. A gente sempre faz reuniões semanais e buscamos sempre estar aberto ao diálogo. Por eu ser bacharel em Turismo e Técnico em Segurança, os meus cursos não foram voltados para administração de uma empresa. Então, eu me tornei uma administradora e, nisso, busco melhorar a qualidade dos meus funcionários, buscar a melhoria da empresa. Estou sempre buscando fazer um treinamento, capacitação para poder estar melhor administrando a empresa.

Dessa forma, entendo que, a empresa precisa de ter normas, regras. Aqui, a gente segue muito isso, temos a flexibilidade, mas o principal que rege a minha gestão é a regra. Consigo manter o respeito entre todos os funcionários.

08 – Agora, trazendo para o ambiente externo à empresa, que influencia no ambiente interno, quais são os desafios de mercado que a Silver Solutions enfrenta, aqui, em Serra ou Grande Vitória?

A imoralidade, a prostituição de mercado. A maioria dos clientes buscam em conhecer a parte legal da empresa, mas é um mercado muito competitivo, ilegal e injusto. Porque as empresas oferecem valores e benefícios, que acabam prostituindo o mercado. Muitas delas, além de oferecerem benefícios, oferecem valores muito além do que seriam à realidade. Com isso, destaco uma fala interessante: as empresas fingem que trabalham e os clientes fingem que pagam, essa é a realidade. Então, cada uma paga por aquilo que merece. Friso que, a Silver Solutions vende qualidade.

09 – Como CEO da Silver Solutions, quando se fala na cultura da empresa, o que você foca em implantar na personalidade da empresa, nos funcionários?

Eu friso a qualificação, o estudo, a evolução pessoal. Essa é a cultura que me empenho, todos os dias, em implantar na empresa. Nós incentivamos muito o estudo para nossa equipe crescer pessoalmente. Tanto que, iremos levar dois técnicos para a Exposec, uma feira internacional de segurança, que acontecerá em São Paulo, no próximo mês, a maior da América Latina.

Então, eu digo para os técnicos que nós precisamos de pensar a empresa daqui a cinco anos, da questão da evolução da empresa, da evolução de tecnologia, de demanda de mercado e até por uma questão de mão de obra.

Com isso, prezo por disseminar essa cultura do estudo, capacitação e crescimento pessoal de toda a empresa.

10 – No ramo da segurança eletrônica a Silver Solutions pretende revolucionar o que nesse mercado, aqui, em Serra, Grande Vitória e, quem sabe em todo o estado do ES? Qual é o futuro da Silver Solutions?

A motivação é que estamos trabalhando firme e forte, buscando ser uma das melhores empresas, crescer no mercado da Grande Vitória e alcançar outros estados. Já trabalhamos no RJ, SP e Pará, foi pelo sistema de segurança contra incêndio. Mas, hoje, não temos clientes fora do ES, mas temos total interesse de voltar a sermos uma empresa interestadual.

11 – Qual a imagem que você pretende passar da Silver Solutions?

Uma imagem de competência, de soluções de problemas, de inovação.

A Silver Solutions, pelo grupo empresarial de mulheres que participo e pelos contatos que o Francisco tem, ela tem renome. Ela é conhecida no mercado da Grande Vitória… É um mercado fechado (desleal). Quer qualidade, mas quer pagar pouco. Uma prostituição de preço, quer pegar nossa empresa, que tem uma estrutura e comparar com o preço de um MEI – Micro Empreendedor Individual -.

Certa vez, eu falei para o cliente: você finge que paga e ele finge que trabalha. Já somos uma empresa EPP, não estou desmerecendo o MEI, até mesmo porque já fomos um dia, começamos dentro de nossa casa e fomos crescendo.

Pense numa situação corriqueira em nosso ramo de trabalho: Há um MEI que tem apenas um funcionário, se dois ou três condomínios fizerem contato com ele, de uma só vez, ele não terá conta de resolver, e, minha empresa, com maior estrutura e com maior quantidade e qualidade de funcionários, conseguirá resolver.

Por isso, eu incentivo os meus funcionários a estarem sempre buscando treinamento e capacitação, consequentemente, estamos trazendo inovação para o cliente. E quando ocorre um problema, a minha equipe vai, pensa, analisa e traz a solução. Essa é a imagem que procuro disseminar da Silver Solutions.

12 – Simone, muito obrigado por ceder essa entrevista ao Merkato. Gostaria que concluísse de uma forma consciente quando falamos no mercado contra incêndio e segurança.

Em 2019, ocorreu um incêndio no alojamento do Ninho do Urubu, CT do Flamengo. Na ocasião, dez garotos vieram a óbito. Um caso de incêndio mais recente, aqui, no ES, aconteceu na Cacau Show, em Linhares, em 2023, não houve morte e nem feridos. A Silver Solutions trabalha, diretamente, com segurança contra incêndio. Em relação a essa imagem que a empresa transmite de qualidade, como foi dito durante a entrevista, o que tem a dizer para os clientes que insistem em usar a expressão ‘dar um jeitinho’, já que com vidas não podemos brincar?

O importante, em ambos os casos, é que, falhas ocorreram. A maioria desses eventos acontecem por falha humana ou por negligência humana. Principalmente, quando se fala de ‘jeitinho’.

O mercado, hoje, é um mercado de papel. O cliente quer o papel, o agente fiscalizador quer o papel e as empresas emitem o papel. Mas em tudo isso, existe uma legislação que precisa de ser cumprida, e não somente a emissão de papel. Então, poderiam ter ocorrido outras situações, tanto no Ninho do Urubu, tanto na Cacau Show.

Mas quero salientar, que não estou dizendo que ambos tiveram um problema do papel. A preocupação com isso é que, a segurança contra incêndio falhou. E, nós podemos levar em conta, também, uma das maiores tragédias dos últimos anos: a boate Kiss, o qual, hoje, uma lei leva o nome: Lei Kiss (13.425/2017).

Essa Lei que, infelizmente, como mais uma no Brasil, não é aplicada em 90% nos Estados da Federação. Então, a imagem que passamos é que, somos uma empresa que não emite papel, o nosso objetivo não é emitir papel, e sim, cumprir aquilo que está determinado em norma.


Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39.

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram

Tags

Talvez queira ler esses Artigos

Você sabe o que significa Matsuri?

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Mundo Geek Por Everton Souza / Empreendedor, webdesigner e apaixonado por cultura Geek. Os matsuris são festivais tradicionais

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

Você sabe o que significa Matsuri?

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Mundo Geek Por Everton Souza / Empreendedor, webdesigner e apaixonado por cultura Geek. Os matsuris são festivais tradicionais que acontecem em

A quem serve a educação brasileira?

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Coluna Letrados Por Sueli Valiato/ professora de Língua Portuguesa e Literatura. Caríssimo (a) leitor (a), nos últimos tempos,  tenho pensado muito e

Shopping Basket