28.51°C Brasília

16 de julho de 2024

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

“Eu me considero uma Falcão, a Bella Falcão”

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Entrevista/Boxe Por: José Salucci – Jornalista e diretor do Merkato O jornal Merkato está produzindo uma série de entrevistas sobre o

13 de Julho: Dia Mundial do Rock

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Cultura/Música Por: Redação Guitarras melódicas aos violões acústicos. Sem falar na bateria e contrabaixo, que trazem aquela pegada pra galera

Vereadora Elcimara discursa contra extremismo religioso

À esquerda da foto, o vereador Anderson Muniz, ao seu lado, a deputada federal Iriny Lopes. De blaser branco, a vereadora Elcimar Loureiro; tendo à sua esquerda a ex-secretária de direitos humanos Lourencia Riani, e à sua direita, o presidente da Câmara, Saulinho da Academia. / Foto: Leonardo Medeiros.

Na noite de ontem (16), a vereadora Elcimara Loureiro (Progressistas) participou da Plenária da Câmara Municipal da Serra em uma sessão solene alusiva à Insurreição de Queimado.

“Nesta casa tem uma mulher hétero, pastora, parlamentar que vai sempre defender os direitos humanos, a diversidade, a pluralidade, as minorias, sempre será a pauta desta mulher que está aqui falando”, afirmou a vereadora em plenário na Câmara dos Vereadores.

A sessão teve abordagem do tema “Kizomba – Construindo Ninhos e Voltando para Casa” – que contou com a presença de autoridades, como a deputada estadual Iriny Lopes (PT), ativistas sociais, movimento negro e especialistas no assunto.

A proposta do tema foi manter viva a história da Insurreição de Queimado, principal movimento contra a escravidão no Espírito Santo, que no dia 19 de março completará 174 anos de patrimônio histórico de luta e liberdade racial.

Na ocasião, o discurso da vereadora veio em tom de reflexão sobre a intolerância humana e extremismo religioso. A parlamentar disse que sua base de fé se deu no campo cristão evangélico, mas pontuou sobre o discurso extremista da religião, que não pode ser uma lógica de violência e ódio.

“Uma sociedade precisa saber respeitar a pluralidade do seu povo. Somos múltiplos em nossas manifestações e cultura”, afirmou a vereadora (PP).

Hoje, pela manhã, em uma de suas redes sociais, Elcimar se manifestou com franqueza, complementando o seu discurso de ontem.

“Já não tenho muita paciência para diálogo com quem junta a ideia de Deus com discriminação, racismo, misoginia, ganância e individualismo. Busco uma fé que abarca o amor, porque sem amor, a fé se transforma num instrumento de ódio”, escreveu.

Durante a sessão, a vereadora ainda propôs o Projeto de Resolução 02/2023, onde cria a ‘Frente Parlamentar em Defesa da Liberdade e da Diversidade Religiosa’.

 

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram

Tags

Talvez queira ler esses Artigos

“Eu me considero uma Falcão, a Bella Falcão”

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Entrevista/Boxe Por: José Salucci – Jornalista e diretor do Merkato O jornal Merkato está produzindo uma série de

PUBLICIDADE

MAIS RECENTES

“Eu me considero uma Falcão, a Bella Falcão”

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Entrevista/Boxe Por: José Salucci – Jornalista e diretor do Merkato O jornal Merkato está produzindo uma série de entrevistas sobre o

13 de Julho: Dia Mundial do Rock

Invista no Jornal Merkato! – Pix: 47.964.551/0001-39. Cultura/Música Por: Redação Guitarras melódicas aos violões acústicos. Sem falar na bateria e contrabaixo, que trazem aquela pegada pra galera

Shopping Basket